A História da MPB

A Grande Dupla Francisco Alves e Mário Reis


     Ambos nascidos no Rio de Janeiro, esses dois mestres da voz constituíram uma das duplas de maior sucesso popular já registradas na história musical de nosso país. Artistas de uma época áurea da música popular, cujos meios de divulgação começavam a tomar impulso, fizeram um sucesso sem precedentes, ao juntarem suas vozes, no ano de 1930, produzidos pela Odeon. Absolutamente donos de um público invejável e com as carreiras já sedimentadas, os dois ainda teriam muito a ganhar em decorrência dessa união, a qual permitiria ficar na memória de nossa música o registro do preciosismo vocal de uma dupla fantástica, precursora de uma maneira de cantar que muito se assemelhava à Bossa Nova.

Estreando com as músicas "Deixa Essa mulher Chorar", de Brancura e "Qua, qua, qua", de Lauro Santos, fizeram enorme sucesso no carnaval de 1931. Logo a seguir, a 05 de março, o talento da dupla seria comprovado, mais uma vez, com a gravação de "Se Você Jurar", de Ismael Silva e Nilton Bastos, em disco Odeon nš 10747. Seus sucessos se somavam a cada nova gravação: "Formosa", de Nássara e J. Rui; "Fita Amarela", de Noel Rosa; "Marchinha do Amor", de Lamartine Babo; "O Que Será de Mim", de Ismael Silva e Nilton Bastos. Acabou, contudo, o que foi tão bom para os apreciadores da boa música, nas belas vozes de Francisco Alves e Mário Reis. A dupla se desfez, em 1933, legando ao patrimônio musical brasileiro doze discos com um total de vinte e quatro músicas, nas quais perpetuaram suas vozes, provavelmente as mais belas até então.