A História da MPB

O Surgimento de Noel Rosa,
Seu Estrondoso Sucesso e
Sua Morte Prematura


     Sem dúvida, Noel de Medeiros Rosa, filho de Manoel de Medeiros Rosa e Marta de Medeiros Rosa, foi o maior letrista do país, nas três primeiras décadas deste século. Veio ao mundo no dia 11 de novembro de 1910, em Vila Isabel, no Rio de Janeiro, sendo extraído do útero materno por meio de fórceps alto, o que lhe provocou uma deformação facial, razão de angústia por toda sua vida. Aos 13 anos, ingressa no Ginásio São Bento, já tocando bandolim e escrevendo versos. E não tardou em tirar músicas no instrumento que começara a usar havia bem pouco tempo. Andando com gente do morro, conhece personalidades do cenário musical brasileiro como Sinhô e toma especial gosto pela música e pela boemia, às quais tão bem se ajustava seu temperamento irrequieto. Em 1930, por insistência de seu pai, Noel se matricula na Faculdade de Medicina, o que não o impediu de ingressar no Bando de Tangarás e fazer uma excursão a Ribeirão Preto. Nesse mesmo ano, compõe "Com Que Roupa", que estoura no carnaval de 1931 e consagra definitivamente seu nome.

     Daí por diante, passou a ser uma constante nos acontecimentos musicais, impondo seu talento e causando inveja a alguns adversários. No ano seguinte, ou seja, em 1932, larga definitivamente a faculdade e inicia uma polêmica musical com o grande adversário Wilson Batista. Como resultado dessa polêmica, surgiram belos sambas como "Palpite Infeliz", "Rapaz Folgado", "Feitiço da Vila", "O Orvalho Vem Caindo" e outros. Em 1933, Noel já era considerado o maior compositor de música carnavalesca da época.

     Em 1934, trabalha na Rádio Clube do Brasil e casa-se com Lindaura Martins. Nessa época, já era portador de tuberculose, doença que o levaria à morte três anos depois. A conselho médico, viaja para Belo Horizonte, onde os ares lhe seriam mais benéficos mas, se a própria doença e as constantes operações no rosto lhe deixavam fraco, um fato desagradável veio contribuir para o agravamento de seu estado: Internado em um sanatório da Gávea, suicida-se seu pai. Com isso, sobreveio-lhe uma ausência temporária de inspiração e sua mulher teve que trabalhar para sustentar a casa. Contudo, o restabelecimento deu-se rapidamente.

     A despeito da doença, continuou a levar uma vida desregrada, freqüentando o cabaré, onde se encontrava com Ceci, sua companheira das noites. Em 1937, compôs "Quem Ri Melhor" e ganha o primeiro prêmio do Concurso da Municipalidade. A 1º de maio sofre uma hemoptise, vindo a morrer no dia 4, no chalé da Rua Teodoro Silva. Noel Rosa foi o primeiro compositor totalmente urbano da música popular brasileira; levou o samba à sua glória máxima, inovou as letras e lhes impôs uma maior mobilidade musical, a exemplo de "Gago Apaixonado". Como todo gênio, foi, em seu tempo, um incompreendido e, após seu desaparecimento prematuro, caiu no esquecimento o seu grandioso trabalho. Somente a partir dos anos cinqüenta, por meio do lançamento de um álbum com as melhores composições de Noel pela sua amiga e intérprete predileta, Aracy de Almeida, é que seu nome ressurgiria, com toda força, no meio musical e passaria a ocupar merecidamente um lugar entre os grandes da nossa música.