A História da MPB

Ranchos e Marchas de Rancho


     O rancho era uma dança ou folguedo que surgia na Bahia, na época compreendida entre Natal e Reis. Levava-se um presépio até a Lapinha, com um acompanhamento de balizas, porta-machados, porta-bandeiras e mestre-sala, que variavam conforme o rancho, e recolhiam-se esmolas de casa em casa. A música compõe-se de melodias portuguesas e chulas baianas, com influência africana. A dança é um lundu sapateado. Hoje em dia, não mais existe com essas características. As marchas de rancho começaram com música produzida por grupos predominantemente de sopro das orquestras dos ranchos carnavalescos dos fins da primeira década do século vinte, com ritmo mais dolente do que as marchas comuns e um maior desenvolvimento da parte melódica. Nos fins da década de vinte, começam a ser feitas por compositores profissionais e a primeira marcha-rancho de que se tem notícia é a "Moreninha", de Eduardo Souto, gravada com acompanhamento de coro, em 1927, no disco Odeon n. 123.208.